terça-feira, 27 de novembro de 2012

Saúde de seus bichinhos...


Como tratar a alergia de gatos
Acusados de vilões nos casos de problemas respiratórios em humanos, os gatos também podem desenvolver asma e ter o quadro de saúde agravado por causa do estilo de vida dos donos, mostrou um estudo feito em Edimburgo, no Reino Unido. Fumaça de cigarro, poeira, pólen, caspa e certos tipos de areia sanitária estão entre os causadores de alergias nos bichanos, que apresentam sintomas como tosse e espirros. A doença, que atinge um entre 200 gatos, sobretudo os siameses, se tornou mais comum devido à criação em ambientes fechados. Além de proteger o animal de fatores irritantes, uma boa providência é trocar o granulado sanitário comum por um biodegradável.
Como tratar o mau hálito em seu cão ou gato
Embora seja comum, a halitose indica que algo não vai bem com seu cão ou gato. Ela é causada pelo acúmulo de placa bacteriana – que pode resultar em gengivite ou até periodontite, uma etapa mais séria e irreversível da doença, que atinge os ligamentos de sustentação do dente e, geralmente, requer sua extração. “Infecções graves, capazes de comprometer toda a saúde do animal, muitas vezes têm início numa boca maltratada. Por meio da corrente sanguínea, as bactérias atingem vários órgãos, como o coração e os rins”, afirma Ricardo Batista, do Rio de Janeiro, diretor da Associação Brasileira de Odontologia Veterinária.
Além do mau hálito, a salivação intensa é outro sintoma do problema. A melhor forma de prevenção é a escovação freqüente e a limpeza periódica do tártaro, feita por um veterinário especializado.
Os benefícios da castração
Você, que ama seu amigo peludo, certamente fica com o coração partido ao ver tantos animais abandonados nas ruas e estradas. A superpopulação de cães e gatos é um problema mundial e tem sua origem numa equação óbvia: para cada pessoa que nasce, 15 cães e 45 gatos vêm à luz, ou seja, não há lares suficientes para todos. A melhor forma de lidar com isso é evitar as crias não planejadas e que você não poderá assumir. Como? Esterilizando machos e fêmeas. “As organizações de proteção animal do mundo inteiro lutam para que todos se conscientizem da importância do controle populacional ético, que poupa os animais de sofrimentos e dos sacrifícios em massa efetuados pela chamada carrocinha”, explica Marco Ciampi, da ONG Arca Brasil. É bom lembrar que a cirurgia é realizada com anestesia e não causa danos à saúde física e emocional dos bichos. Pelo contrário, cães e gatos castrados a partir dos 2 meses de idade tornam-se mais tranqüilos, não marcam território com urina e ficam menos propensos às doenças do aparelho reprodutor.
Fonte: http://claudia.abril.com.br/materia/saude-de-seus-bichinhos/?p=/estilo-de-vida/bichos

5 comentários:

Mi Pivetta disse...

Oi... demoram para aparecer, mas quando aparecem vem cheios de novidades e post interessantes, amei sobre a alergia dos gatinhos, sempre falamos das nossas alergias e esquecemos que eles também tem... apareçam mais... beijinhos

eva disse...

Adorei saber um pouco mais sobre a saúde dos nossos bichinhos. Valeu pelas informações. Temos que cuidar bem de quem amamos.
beijos

Magda disse...

Muito importante essas informações!!
A minha Vicky não tem mau hálito porque escovo seus dentinhos duas vezes por semana!!
Beijinhos!!

Juliana Sousa disse...

Ótimas dicas de cuidado!!!
Temos mesmo que cudar de quem amamos!!
Assim seão mais felizes e saudáveis!!!

Beijinhos e tudo de bom!!!

Rosa Carioca disse...

O Kibon já precisou ir ao senhor dentista...